Primeira versão du programa

Primeira versão du programa

Os encontros acontecerão durante momentos abertos ao público e também através de workshops cujas inscrições estarão abertas a partir do dia 15 de janeiro. O programa RIR OGM 2017 está em construção e deve ser finalizado depois dos intercâmbios entre os 5 continentes para estabelecer tópicos dos workshops. Durante o encontro serão discutidas as grandes linhas temáticas dos 3 dias.

Sexta-feira, 28 abril: A abertura

9h: abertura dos Encontros Internacionais das Resistências (RIR) aos OGM
Diversos discursos foram discutidos anteriormente em abril 2016, como o do coordenador das RIR OGM de Ouagadougou.

Intervenções seguidas de debates com o publico em torno dos temas referidos

« Ecocídio, para o reconhecimento juridico internacional »

Por meio deste tema os RIR OGM de Bretanha irão ligar com o Tribunal International Monsanto TIM), realizado em Haia em meados de outubro de 2016; em que um dos objetivos era que o ecocídio fosse reconhecido como um crime contra o meio ambiente e a humanidade. Esta intervenção oportunizará debates com o público sobre o TIM e permitira apresentar as ações a seguir.

« Os OGM em Bretanha » com René Louail, integrante do RIR OGM 2017

Na Bretanha como na França, a grande maioria acredita não ser diretamente afectada pelos Organismos Geneticamente Modificados. No entanto, 20% da soja transgênica importada na Europa passa pelos portos bretões de Brest, Lorient e Saint-Nazaire. Sem esse setor, a economia portuária da Bretanha estaria ameaçada.  As explorações avícolas , de suínos, a produção de leite que não são biológicas, são completamente dependentes de um cultivo intensivo de soja transgênica na América do Sul que destrói a floresta e envenena as populações locais através da pulverização de glifosato e outros herbicidas.

«A convergencia das lutas »

Começar uma convergência intercontinental das resistências aos OGM e se unir para construir as alternativas, são os principais objetivos dos encontros em Lorient. Na abertura OGM RIR, os intervenientes de cada continente irão anunciar suas motivações e as razões da sua vinda à Bretanha.

Workshops: 28, 29 e 30 Abril (inscrição previa)

Quatro temas foram escolhidos para estes encontros. Serão os principais vetores de debates serão objecto de vários workshops durante os três dias.

A convergência das lutas

A convergência de lutas não decreta, se constrói. Para conseguir isso, temos que olhar nossas diversidades culturais, jurídicas, financeiras, tendo em conta as diferentes situações frente governos e repressão. Trataremos de estratégias e ações comuns. Pretendemos nos encontrar aqui na Bretanha para reforçar nossa união e criar uma convergência efetiva.

As sementes

O controle da alimentação mundial pelo controle das sementes é um objetivo claro das multinacionais da transgénese. A resposta esta na prática ancestral da troca, na partilha, na preservação da biodiversidade. A primeira fase ocorreu na Grécia, na Olympic Seed Festivals do 19 até o 22 de abril, o prolongamento dos encontros em Lorient.

O direito

O reconhecimento do ecocídio e a sua inscrição no direito internacional estava no centro das atenções do Tribunal Internacional de Monsanto meados de outubro, em Haia. Este tema estará novamente presente nas RIR OGM da Bretanha. Trabalhar sobre o tema do direito é também olhar, entender para poder combater da melhor forma os desvios e os descumprimentos das multinacionais ao direito existente.

A agro-ecologia

A oposição aos OGM e à agroquímica se tornará possível com propostas e construções concretas de alternativas. Entre estas, a agro-ecologia está mostrando a sua eficácia nos 5 continentes. Aproveitaremos tudo que foi abordado em Lorient para estudar em conjunto as possibilidades de intercâmbios técnicos, de agrupamento das experiências e a convergências na construção bem como na resistência.

 

2 conferências-debates serão organizadas nas noites do 28 e 29 de abril. Os tópicos e os intervenientes serão divulgados posteriormente.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*